Além do carnismo



Por que Amamos Cachorros, Comemos Porcos e Vestimos Vacas. Esse é o nome do livro da psicóloga social e ativista vegana norte-americana Melanie Joy, que pesquisou durante 20 anos a psicologia de comer animais

Criadora do termo 'carnismo', "a ideologia invisível que nos condiciona a comer certos animais", Melanie apresentou uma palestra bastante esclarecedora para a TED Talks, intitulada Além do Carnismo e em Direção a Escolhas Alimentares Racionais e Autênticas.

"Por que alguns poucos animais são elegíveis para serem comidos? Por que comemos esses e achamos nojento comer outros? Por que não achamos estranho acariciar um cachorro com uma mão enquanto comemos uma costela de porco em nossa outra mão? Uma costela de porco que já foi um animal que era tão senciente e inteligente quanto o cachorro."

"1,2 bilhão de animais de fazenda morrem todas as semanas em todo o mundo, ou seja, morrem mais animais de fazenda em uma semana do que já morreram pessoas em todas as guerras de toda a história da humanidade."

Esses são apenas alguns trechos dessa palestra que todos os seres humanos deveriam assistir e começar a pensar sobre aquilo que diariamente fazem sem pensar. "Todos os dias podemos escolher não nos envolver nesse comportamento", lembra-nos Melanie.


Assista ao vídeo (compartilhado do canal do Vista-se).





Leia também:

Os mais influentes livros sobre direitos dos animais

Gary Yourofsky e algumas lições essenciais para a vida

Qual a diferença? 


Animais não são alimento, nenhum deles. Eles não são comida nem escravos dos humanos. Sentem como todos nós e por isso merecem a vida e a liberdade. A alimentação vegetariana estrita, sem carne de qualquer tipo ou derivados (laticínios, ovos, mel), já está provada como sendo a mais saudável para os humanos. Quem opta pelo veganismo (que engloba não somente a dieta vegetariana estrita, como também o não uso de roupas e acessórios de couro, lã, pele e seda, assim como o boicote a "atrações" que exploram os animais, como zoológicos, circos e aquários, e a empresas que fazem testes em animais) está fazendo um bem pelos animais e para sua própria saúde e vida. E não é difícil nem caro. Quer uma ajuda para começar a parar de comer carne? O primeiro passo é a informação. Aprenda com quem já vive esse estilo de vida: pergunte, pesquise. Use as redes sociais para expandir seu conhecimento sobre vários assuntos, inclusive esse, que é vital para você e um imensurável número de vidas inocentes. Há diversos grupos sobre o tema no Facebook. Listamos abaixo alguns deles:

Troll Ajuda disponibiliza um tópico fixo com uma lista de produtos (não só para alimentação) livres de crueldade animal e oferece sempre diversas dicas para iniciantes e "veteranos".

Veganismo é um dos maiores grupos sobre o tema no Facebook, com quase 50 mil membros sempre compartilhando experiências e tirando dúvidas. 

Veganismo Popular desmitifica a ideia de que veganismo é caro. É perfeitamente viável seguir uma alimentação diária sem crueldade animal e sem maltratar o bolso.

Musculação Vegana é voltado para os praticantes de atividades físicas. Nele, você pode ver como é preconceituosa e errada a ideia que algumas pessoas tentam propagar, de que vegetarianos estritos são fracos fisicamente (muito pelo contrário, são mais fortes e saudáveis). O grupo oferece diversas dicas de alimentação e suplementação vegana.

Existem ainda sites e blogues com deliciosas receitas veganas, simples e baratas de fazer. Estes são alguns:

- Veganana



- Viewganas (canal do YouTube especializado em versões veganas de receitas tradicionais com carne)

Já a Revista dos Vegetarianos é uma publicação mensal (impressa e on-line) com excelente conteúdo que vai bem além de receitas, focando a saúde como um todo.

O Mapa Vegano lista diversos estabelecimentos em todo o Brasil, abrangendo produtos e serviços de alimentos e bebidas, higiene e beleza, roupas e acessórios, ONGs e outros.

E para dar uma força aos iniciantes, o Mercy for Animals Brasil disponibiliza um Guia Vegetariano gratuito em seu site. Nele, você encontra diversas informações que podem norteá-lo no começo de uma nova vida. O Desafio 21 Dias Sem Carne também pode ser uma boa forma de você começar - e descobrir que consegue abolir definitivamente os animais do seu cardápio.

Mas já saiba desde o começo que abraçar o veganismo é uma mudança e tanto, que fará um imenso bem para você, para os animais e para o planeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário