Leites vegetais - faça você mesmo!



Boa notícia! Você pode obter leite fresco, gostoso e nutritivo a partir de inúmeros grãos e sementes que são ótimos para a saúde.

Os leites vegetais são uma ótima opção alimentar para retirar o leite animal do cardápio diário, consumo muitas vezes seguido por simples hábito. E o melhor da história: ao adotar novos leites em sua vida, você não vai sofrer por falta de nutrientes. Pelo contrário, poderá ganhar em fibras, minerais e saúde. 





Leite de castanha de caju 

Sua principal função no organismo é proteger os vasos sanguíneos, permitindo que toda a circulação do sangue flua melhor. Fornece proteínas e diminui o colesterol. 

Preparo: um copo de castanhas (sem sal) para três copos de água. Bata, coe bem e obtenha quatro copos de saúde. 



Leite de linhaça 

A semente de linhaça fortalece a imunidade, pois é um alimento que apresenta substâncias bioativas, capazes de prevenir e tratar inúmeras doenças. Também diminui os triglicérides, reduz doenças cardíacas e é um anti-inflamatório notável. Para os intestinos funcionarem bem, nada melhor do que utilizar a linhaça diariamente. 

Preparo: um copo de linhaça para quatro copos de água. Bata e coe três vezes em peneira fina. Dá três copos de leite. 



Leite de arroz integral 

Um poderoso desintoxicante. Os nutricionistas dizem que o leite de arroz "descansa" os órgãos do corpo. Tem proteínas, vitamina B1 e niacina, responsáveis pela transformação das proteínas e carboidratos em energia. 

Preparo: deixe de molho, por oito a 10 horas, dois copos cheios de arroz. Leve ao fogo com o dobro de água. Exemplo: dois copos de arroz para quatro de água e assim proporcionalmente. O arroz deve ficar ao fogo sob a medida da mão, ou seja, assim que a mão não suportar mais o calor, é hora de desligar e abafar. Bata e coe várias vezes seguidas. Dois copos de arroz rendem meio litro de leite. 



Leite de amendoim 

Protege o organismo da ação dos radicais livres e possui grande quantidade de proteínas. O óleo das sementes não é prejudicial, pois sua gordura não é saturada. 

Preparo: o amendoim utilizado deve ser sem sal (de preferência, sem casca). Deixe de molho um copo de grãos. Após mais ou menos oito horas, bata-os no liquidificador com três copos de água filtrada ou mineral. Coe cerca de cinco vezes para obter quatro copos de leite puro. O amendoim é o leite que mais deixa resíduos. 



Leite de nozes 

Estamos falando das conhecidas "nozes de Natal", que podem ser consumidas em qualquer época do ano. As nozes, em geral, favorecem o aparelho respiratório. Sua gordura é facilmente metabolizada pelo organismo, enquanto seu aspecto enrugado lembra o cérebro humano. Não por acaso, as nozes tonificam o sistema nervoso. 

Preparo: um copo repleto de nozes batidas com dois copos de água, sempre mineral ou filtrada, dá de três a quatro copos de um leite surpreendentemente saboroso! 



Leite de quinoa

Comparada ao leite materno em valor nutritivo, a quinoa é riquíssima em proteínas e, segundo os antigos incas, o alimento mais rico do planeta em aminoácidos e vitaminas. 

Preparo: coloque de molho por oito horas um copo de quinoa em grãos. A seguir, bata no liquidificador com três copos de água filtrada ou mineral e coe por três vezes. Rende cerca de meio litro de leite. 



Leite de sementes de abóbora 

Verdadeira mina de ferro, fósforo e cálcio, combate anemia, ajuda na formação de glóbulos vermelhos, na oxigenação das células e na formação de ossos, músculos e cérebro. Limpa os intestinos e combate vermes. As sementes frescas são indicadas para náuseas e enjoos de gestantes. 

Preparo: para obter um litro desse néctar de saúde, separe um copo de sementes e deixe-as de molho por uma noite. De manhã, bata com três copos de água filtrada. Coe bem. 



Leite de soja

Um grão de "bom senso", tamanho seu equilíbrio nutricional. Possui fósforo, magnésio, ferro, cálcio, cobre, diversos aminoácidos essenciais e 12 vezes mais proteína do que o leite de vaca. Por ser altamente nutritiva, a soja não só revitaliza como proporciona uma verdadeira regeneração celular.

Preparo: a soja necessita ficar de molho no mínimo seis horas. Após esse período, bata-a no liquidificador na proporção de um copo do grão para três de água filtrada ou mineral. Coe em um pano, espremendo bem o bagaço, e leve o leite ao fogo até ferver - com cuidado, para não entornar. Após levantar fervura, abaixe o fogo e deixe-o cozinhando por 30 minutos. Um copo de soja dá cerca de dois litros de leite. Seu resíduo, a okara, também precisa de cozimento antes de ser reaproveitado como alimento. 



Leite de aveia 

A aveia é um cereal importante na alimentação dos diabéticos, pois contém fibras solúveis que auxiliam no controle da glicemia. Protege o coração e a circulação contra a aterosclerose. É rica em cálcio, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B e, por conter fibras, facilita o fluxo intestinal. 

Preparo: separe um copo de aveia em flocos. Hidrate em água por uma noite. Na manhã seguinte, bata com três copos de água, coe e obtenha um litro de leite. 



Leite de gergelim 

O gergelim é ótimo para os músculos e o cérebro. Tem muita proteína e ácido fólico, essencial na formação das células sanguíneas. 

Preparo: um copo de sementes de gergelim dá quatro copos de leite. Deixe as sementes de molho por oito horas e bata com quatro copos de água. O resíduo do gergelim batido pode virar um delicioso "queijelim". Acrescente azeite, sal, orégano e misture bem. 



Leite de castanha-do-pará 

As castanhas-do-pará são conhecidas como "pílulas da felicidade". Cada uma possui 60 microgramas de selênio, um importante antioxidante que varre as impurezas das células. Contém ainda vitaminas E e B1, que exercem papel importante no metabolismo das proteínas e na geração de energia. E seu leite é um dos mais saborosos! É como tomar leite vindo diretamente da castanheira... 

Preparo: deixe um copo de castanhas pré-lavadas de molho por cerca de oito horas. Bata com três copos de água - sempre filtrada ou mineral - para obter três copos de leite. Por ser um leite mais gorduroso, o leite de castanhas precisa ser coado quatro vezes. 



Leite de girassol 

Talvez sua principal propriedade seja a de ser um antioxidante poderoso, protegendo o organismo contra a poluição, o estresse e o envelhecimento precoce. É rico em proteínas e contém minerais como fósforo, cobre, ferro, zinco e vitaminas B6, E e K. 

Preparo: deixe um copo de sementes de girassol (sem casca e sem sal) pré-lavadas imersas em água por oito horas. Em seguida, bata no liquidificador com três copos de água filtrada. Coe bem para obter cerca de meio litro de leite "regado pelo sol"! 



Dicas

- Todo leite vegetal pode ser tomado puro ou adoçado com melaço, açúcar mascavo etc. Vale inventar e criar suas próprias receitas. Eles combinam muito bem com frutas e podem ser batidos no liquidificador com banana, mamão, maçã, abacate, abacaxi etc.; 

- Também ficam ótimos com frutas secas como ameixa-preta (sem caroço), damasco e uva-passa. Uma boa opção é deixar as frutas secas de molho por algumas horas antes de acrescentá-las ao leite, para que fiquem mais macias e soltem com facilidade seu açúcar natural. 

Os segredos que fazem toda a diferença 

- Lave bem os grãos antes de começar o processo de "tirar o leite"; 

- Todo resíduo poderá ser reaproveitado em sopas, mingaus, assados ou na confecção de pães e tortas*; 

- Os leites vegetais necessitam ser coados de três a quatro vezes em peneira fina. Coe, separe o resíduo e volte a coar sucessivamente. No caso de optar pelo pano, faça um saquinho largo e reserve-o só para esse fim. Com o pano tipo voal, basta coar uma vez. Outra vantagem é que com ele pode-se "ordenhar" os grãos - o que dá uma sensação especial e gratificante; 

- Os leites vegetais não toleram temperaturas elevadas. Conserve-os sempre em geladeira e, se precisar aquecer, não deixe ferver, pois podem talhar. O uso da canela é indicado quando o leite for aquecido. 




NOTAS DA NATUREZA EM FORMA: 

1. Recomendamos ainda os leites de amêndoa, avelã e banana! O leite de coco feito em casa é um dos mais saborosos, e bem diferente do industrializado. Já o de macadâmia também é uma delícia, mas é o que sai mais caro devido ao preço desse fruto. Mas, se tiver oportunidade de fazê-lo, a receita segue aquela proporção dos outros leites: um copo de macadâmias para cada três copos de água. 

2. Você gosta de café com leite? Os leites vegetais ficam ótimos com café! Os ideais para essa mistura são os de amendoim, castanhas, nozes, amêndoa, avelã, macadâmia, coco e banana. Estes valem também para tomar com achocolatados em pó (atenção para não comprar nenhum que tenha leite em pó entre os ingredientes ou que seja produzido por empresa que faça testes em animais - veja a nota 6 abaixo).

*3. Nossas sugestões para os resíduos são colocá-los na vitamina matinal de frutas ou preparar um queijinho, conforme já sugerido na matéria acima com o gergelim: pegue o resíduo (amendoim, castanhas, nozes, amêndoa, avelã, macadâmia), coloque sal, azeite, limão e os temperos de sua preferência, passe no pão, na torrada, recheie a tapioca, enfim! Veja aqui também uma receita de queijo de corte feito com resíduo. Outra possibilidade é fazer cookies.

4. Como você pode ver, a abolição da carne e outros produtos animais abre todo um novo e delicioso mundo de possibilidades no cardápio. Todas as opções de comida que envolvem tortura e morte de animais podem ser substituídas por alimentos sem isso, e ainda mais saudáveis para o corpo. Assim como o leite, existem deliciosas receitas de queijos e mesmo versões vegetarianas de pratos tradicionais com carne. Mas você quer fazer um bolo e não tem como fazer sem ovos? Claro que tem. Existem várias possibilidades, para isso e tudo mais. Basta querer e se informar. 

5. Confira aqui uma lista com dezenas de sites e livros de receitas veganas.

6. Use as redes sociais também para se informar. Aqui vão algumas sugestões de grupos no Facebook:

- Troll Ajuda disponibiliza um tópico fixo com uma lista de produtos (não só para alimentação) livres de crueldade animal e oferece sempre diversas dicas para iniciantes e "veteranos";

- Veganismo é um dos maiores grupos sobre o tema no Facebook, com mais de 50 mil membros sempre compartilhando experiências e tirando dúvidas; 

- Veganismo Popular desmitifica a ideia de que veganismo é caro. É perfeitamente viável seguir uma alimentação diária sem crueldade animal e sem maltratar o bolso;

- Musculação Vegana é voltado para os praticantes de atividades físicas. Nele, você pode ver como é preconceituosa e errada a ideia que algumas pessoas tentam propagar, de que vegetarianos estritos são fracos fisicamente (muito pelo contrário, são mais fortes e saudáveis). O grupo oferece diversas dicas de alimentação e suplementação vegana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário